[Artigo] Quanto cobrar pela criação de estampas?

Muitos alunos, principalmente os que estão começando na profissão, me perguntam sobre o valor a ser cobrado pela criação de uma estampa. Eu sempre digo para todos que existem fatores que devem ser considerados ao estipular o valor a ser cobrado. Campelo (2015) elenca alguns destes fatores:

  • Tipo de estampa – existem as estampas corridas e as estampas localizadas. Se for localizada demanda apenas um tipo de criação. Nas estampas corridas é criado rapport. Deve-se considerar também um valor adicional se o designer tiver que entregar arquivos fechados para serigrafia ou estampa  corrida cilíndrica
  • Dimensão do desenho – considerar o tamanho do desenho (quanto maior, por exemplo um rapport para cortinas, mais caro)
  • Tamanho da empresa – se for uma grande empresa o valor deve ser um pouco maior do que o valor a ser acordado com uma empresa que está começando no mercado por exemplo;
  • Experiência do designer – alguém já estabelecido e com larga experiência no mercado pode ter um valor agregado um pouco maior do que um designer recém formado e que esteja começando a desenhar estampas;
  • Tipo de criação – por exemplo estampas utilizando desenhos manuais, fotografias ou vetores exclusivos demandam um tempo maior de criação e pelo fato de serem exclusivas pode aumentar o valor da criação em relação a estampas que se utilizam imagens prontas, retiradas de bancos de imagens;

Campelo (2015) afirma que no Brasil não existe uma tabela específica para criação de estampas, mas pode-se utilizar como referência a tabela fornecida pela Sociedade de Ilustradores Brasileiros (SIB), disponível no link: http://sib.org.br/wp-content/uploads/2013/08/irv_sib_2011.pdf 

Estes valores são de 2011, você pode consultar, estabelecer um valor considerando os fatores acima juntamente com o valor da tabela e também o número de horas trabalhadas.

Se você não sabe como calcular o valor da sua hora técnica, você pode consultar um site muito interessante: http://www.minhahora.entreoutros.com/

 


Referências:

CAMPELO, Wagner. QUAL O PREÇO DE UMA ESTAMPA?. 2015. Disponível em: < https://padronagens.wordpress.com/2015/10/31/qual-o-preco-de-uma-estampa/> Acesso em: 23 fev. 2017

BUENO, Ricardo. Alma brasileira. 3. ed. Porto Alegre. Quattro Projetos, 2015. 204 p. Disponível em: < http://www.premioestampabrasil.com.br/livro-alma-brasileira > Acesso em: 23 fev. 2017

______________. Alma brasileira. 2. ed. Porto Alegre : Usina Projetos Culturais : Quattro Projetos, 2014. 180p. Disponível em: < http://www.premioestampabrasil.com.br/livro-alma-brasileira > Acesso em: 23 fev. 2017

______________. Alma brasileira. 1. ed. Porto Alegre : Totalcom Comunicação e Eventos. 2013. Disponível em: < http://www.premioestampabrasil.com.br/livro-alma-brasileira > Acesso em: 23 fev. 2017

SOCIEDADE DOS ILUSTRADORES DO BRASIL. Disponível em: < http://sib.org.br/> Acesso em: 23 fev. 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *